segunda-feira, 3 de julho de 2017

Wish Box.

Viver em plena consciência é das coisas mais belas que um ser humano pode experimentar. Desligar o piloto automático e beber cada momento que a vida oferece não é utopia. E por muito que o ritmo da vida e o sabor agridoce que comporta nos esmoreçam, há sempre a doçura de um momento, de uma pessoa ou até mesmo de nós próprios que nos faz ganhar aquele dia que parecia perdido. Trabalhar como voluntária da Make a Wish transforma-me todos os dias. Colocamos tanto poder nos sonhos, conseguimos passar essa mensagem forte de determinação, ambição e luta que criamos milagres todos os dias. Nos dias que correm, poucos de nós desafiam ou aceitam desafios. Ao pedirmos às nossas crianças que criem algo mágico que nos mostre porque é que aquele desejo é grandioso para elas, abrimos o nosso coração e os delas à transformação. Tenho recebido projectos emocionalmente gigantes. Tenho chorado e enchido o peito de orgulho por saber que aquelas crianças nunca mais serão as mesmas, que estão a ter cada vez mais ferramentas para colocarem os seus desejos em movimento. E por acreditar que o caminho é este, o meu peito está hoje mais leve, mais grato e muito mais capaz de acreditar que o meu desejo maior também se realizará... muito mais depressa, com muito mais intensidade! Obrigado meus amores pequeninos. Muito obrigado!

Parte Pedra.

Acaso.

Há o acaso propriamente dito e há "aquele acaso" que dá jeito parecer que aconteceu, qual magia e conspiração do Universo. Se andarmos atentos e o questionarmos, quem o fabricou fará questão de nos fazer crer que a nossa perspicácia, a nossa capacidade de o desvendar não passa de egocentrismo e mania. Aí teremos que ter um auto-conhecimento, um auto-domínio e uma auto-confiança imensa para não deixar que nos manipulem e nos façam duvidar de nós próprios. Quando numa única história, e passe o tempo que passar, continua a surgir acasos desse calibre, não há como negar que é fabricado, que é reactivo e que é, pura e simplesmente, mentira. E viver sobre este prisma, dependente de reacções de terceiros para fazer surgir as nossas é triste e vazio... e diz tão mais do que aparentemente faz parecer! Deixa de interessar decifrar os verdadeiros motivos quando a denúncia parte de apontamentos que soam a provocação. E o mundo precisa bem mais de actos nobres de amor, de peito aberto, de esperança e de transformação plena.

A vida que ensina a viver!